Das Borboletas, do Sangue para a Salubridade.. hahaha mesmo?

Das Borboletas, do Sangue para a Salubridade.. hahaha mesmo?

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Filtro mental. Parcelo em até 12x sem entrada. Só que eu ainda não comprei um. Será que tem no estoque?

Atenção amigos da Rede Globo!
Estamos no ar maaais uma vez para relatar as barbaridaaades que a mídia comete!

Historicamente registrado, a pior forma de tortura é a psicológica, principalmente quando os manipuladores logram em seus planos, impedindo-nos de inclusive pensar em uma solução. Essa tortura já tornou-se natural.
Não muito aquém do que a ditadura militar aplicava em suas práticas, que para nós parece uma barbárie, mas impedimo-nos de ver a forma com que isso é concretizado hoje seja nas regras de moda, comportamento ou política, que mesmo as formas de contravenção são uma forma de menção a situação (ó rimo!). Lembrando: a rede globo cresceu exponencialmente na época da ditadura (como muitas outras).
“É, eu vi na revista ‘tal’ que (...), então é verdade, se a revista fala, cita os pesquisadores lá!” diz minha vó alegremente confirmando mais uma técnica milenar agora descoberta pelos pesquisadores para evitar o tumor na ponta da unha do dedo da ponta do pé. E o pior de tudo, com convicção, e não, pior ainda! Saber que ela é maioria no país...
Meu amigo(a)... judeus nem comunistas comem criancinhas! Não tanto como os padres católicos. Uma vida sem Deus... como você pode imaginar?... Bom, voltemos ao assunto.
Sobre o capital lograr em impedir a todos de pensar em uma outra lógica sem ser a imposta. Um exemplo: O que você pensa primeiro quando falamos em desenvolvimento do país? Finanças! Evolução material! Que as pessoas tenham mais poder de compra!... Além de isso não ser verdade, pois como no caso chileno que as “poblaciones” em 1973 era MUITO pobres, mto mesmo, e depois de 10 anos, com o BOOM econômico, esse povo ficou MAIS pobre ainda (mas as camadas mais abastadas...), há a questão de não ser a única forma de ver este ponto. Mais exemplos? Brasil, principal país da AMÉRICA LATINA em termos econômicos possui um analfabetismo e miséria gigantesco (além de considerar o piso de renda por família de classe média R$ 1000 e poucos... assim fica fácil ter muita classe média! Lembrando ainda que as necessidades humanas básicas seriam supridas dignamente com o valor de cerca de 2000 reais, calculado oficialmente pelo governo), e o Paraguai, nossos pobres e massacrados vizinhos possuem um analfabetismo zero (e os não analfabetos de lá com certeza saber fazer mais do que “desenhar” o próprio nome).
“Tragédia? Não, doença cara!” como diria meu amigo Gabriel Pensador.

Por fim, depois de tantos devaneios confusos e irritados, termino por recomendar-lhes que ao invés de ir para televisão,a acessem o site desenvolvido pelo Governo Federal de incentivo à cultura, uma verdadeira relíquia! www.dominiopublico.gov.br

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Em homenagem ao meu amigo Xucrutão


Para descontrair um pouco! Há de se salvar os pobres animaizinhos... hahahhahah



video

Algo (do) além

"Soneto de separação


De repente do riso fez-se o pranto

Silencioso e branco como a bruma

E das bocas unidas fez-se a espuma

E das mãos espalmadas fez-se o espanto


De repente da calma fez-se o vento

Que dos olhos desfez a última chama

E da paixão fez-se o pressentimento

E do momento imóvel fez-se o drama


De repente, não mais que de repente

Fez-se de triste o que se fez amante

E do sozinho o que se fez contente


Fez-se do amigo próximo, distante

Fez-se da vida uma aventura errante

De repente, não mais que de repente"

Vinicius de Moraes



Encontrei este texto em um antigo livro de gramática que a velha "tia cocóta" usara para me ensinar gramática. Pelo visto vi algo mais. E você? Se propõe em ver além do dado? Se propõe a mudar?

Fez-me recordar também de quão importante é o ensino, e a aprendizagem de todos os dias...

Fora com a estática, CADEIRADA NELA!